Como é o tratamento de Acupuntura




Certamente você já ouviu falar sobre um método que visa o bem estar através de "agulhadas" pelo corpo. Também já deve ter se questionado quanto aos fundamentos e eficácia desta técnica.
A acupuntura é desenvolvida há mais de 4 mil anos na China, mas só há 10 foi reconhecida como técnica medicinal aqui no Ocidente. O método consiste em espetar agulhas de fina espessura (chegam a ser 50% mais finas que as agulhas utilizadas em injeções) em pontos específicos do corpo com o objetivo de aliviar determinado tipo de desconforto.
Um estudo feito pelo Instituto Kioshi e Makoto de Terapias Orientais, no Rio de Janeiro, constatou um crescimento no número de mulheres que recorrem à acupuntura para tratar problemas como enxaqueca.
De acordo com o levantamento feito nas cinco unidades do centro médico, de 20 de maio a 20 de junho deste ano, 80% dos pacientes que buscam alívio para a cefaléia através das agulhadas são mulheres de 17 a 30 anos. O problema é três vezes mais recorrente no sexo feminino devido a fatores relacionados ao sistema produtivo e mudanças hormonais.
O diretor do Instituto e professor de medicina oriental, Kioshi Kikuti, explica que a acupuntura é bastante eficaz no tratamento para dor de cabeça e que os pontos espetados variam conforme a causa das dores. "Primeiro é importante descobrir a procedência da cefaléia. A medicina alternativa acredita que a dor de cabeça está ligada a um problema físico, como por exemplo, dor na coluna, ou ligada à parte tensionária, visto que 80% da população sofrem de tensão atualmente", explica ele.
Segundo Kioshi, a dor é um sinal de que o problema já está em estágio avançado ou crônico. Por isso, na maioria das vezes, são necessárias diversas sessões para atenuá-la. Para o tratamento da cefaléia, em média, são necessárias 10 sessões, sendo que na terceira já é possível ver uma melhora.
A primeira consulta, em que é feito o diagnóstico e a primeira aplicação, custa R$80. As demais sessões custam, em média, R$50.
O objetivo inicial é minimizar a dor, mas a medicina oriental trabalha muito com a prevenção, explica Kioshi. "Primeiro vem um trabalho mais profilático e depois o preventivo. A gente sempre orienta que o paciente volte uma vez a cada três meses. A pessoa não fica livre de uma dor de cabeça para o resto da vida, por isso o acompanhamento é importante", completa ele.
Ao aparecerem os primeiros sinais de enxaqueca, deve-se pressionar firmemente o ponto IG4 ou "grookoku" (entre o dedo indicador e polegar), por três segundos. O próximo passo é intercalar o aperto nas duas mãos, em uma série de vinte vezes.
Outro truque ensinado por Kioshi é pressionar com o polegar o ponto central da cabeça durante cinco segundos e também os pontos ao lado dos olhos, em movimentos circulares, no sentido horário. Quando a dor de cabeça estiver suave, o conselho do especialista é massagear a cabeça com leves batidas para estimular

Comente:

Nenhum comentário

Comente com educação