Aplicação comum das cores na Cromoterapia




http://blog.esteticafacil.com/wp-content/uploads/2012/02/cromoterapia-o-poder-das-cores-12.jpg

A Cromoterapia usa a cor para estabelecer o equilíbrio e a harmonia do corpo, da mente e das emoções, restabelecendo o equilíbrio das energias da cor no interior do corpo. As cores podem ser utilizadas com eficiência por todos, em casa, como complemento do tratamento dado pelo médico ou, simplesmente, como uma forma preventiva.

Vermelho: fornece ao nosso corpo físico energia e vitalidade, é uma cor estimulante para o sistema nervoso, para a circulação sanguínea e combate efeitos nocivos do frio, aumentando o calor e temperatura do corpo.

Laranja: libera as funções corporais e mentais, proporciona simultaneamente energia física e estimulação mental, estimula o sistema respiratório, aumenta o tônus sexual, proporciona otimismo, auxilia a regeneração de fraturas, traumatismos musculares e fragilidade óssea.

Amarelo: é uma cor estimulante para o sistema nervoso central, a energia digestiva e o tônus muscular. Ele estimula e restaura células debilitadas, estimula o intelecto e é antidepressivo.

Verde: indicado para aliviar dores de cabeça e gripe, nos problemas sanguíneos, feridas e infecções, para recuperar as áreas ósseas e ajuda nos problemas emocionais.

Azul: é um estabilizador e desacelera o organismo, servindo para combater as doenças infecciosas quando promove elevação da temperatura. Possui grande propriedade anti-séptica, é analgésico, antitérmico e calmante, traz a harmonia e equilibra energias do corpo.

Índigo: é um grande purificador da corrente sanguínea, influencia os órgãos da visão e audição, é analgésico, limpa e clareia as correntes psíquicas do corpo, diminui a excitação mental, ajuda no tratamento de quaisquer doenças oriundas de emoções.

Violeta: possui ação calmante e purificadora do sangue, elimina toxinas, relaxa os músculos, diminui a irritação, reduz medos e angústias, acalma as emoções violentas, controla fome excessiva quando provocada por ansiedade.


Comente:

Nenhum comentário

Comente com educação