Tratamento com Acupuntura de cefaleia tensional




acupuntura para dor de cabeça


A dor de cabeça é um resultado da perturbação ou desequilíbrio de Yin e Yang dentro do Zang-Fu ou do sistema de canais, que são os dois principais sistemas que regulam as funções do corpo e da mente.

O diagnóstico da Medicina Tradicional Chinesa é feito através da diferenciação da Síndrome tendo como base o conjunto dos sintomas clínicos apresentados por cada indivíduo. em particular, a observação da língua e a tomada do pulso.

Segundo a Medicina Tradicional Chinesa, a Cefaléia tipo tensional poderia ser precipitada pelo aspecto emocional no que concerne a alguns aspectos, a saber:

Raiva: Ascensão do Yang do fígado, ascensão do Fogo do fígado, causaria cefaléia na região do meridiano da Vesícula biliar.

Preocupação: Cria nódulo no Qi, em particular no Qi do pulmão e coração. Está é freqüentemente uma causa indireta de cefaléia, uma vez que a deficiência de Qi do pulmão pode permitir a ascensão do Yang do fígado.

Medo: Um estágio crônico de ansiedade e medo prejudica os rins e causa dores de cabeça tanto diretamente pela deficiência do Rim, como indiretamente, quando a deficiência do Rim provoca a ascensão do Yang do Fígado.

Essas condições anteriores são apenas algumas das que poderia acontecer no início do quadro de CTT.

Cefaléia crônicas na região occipital são geralmente atribuídas à Deficiência do Rim manifestando-se no Meridiano da Bexiga. Dores agudas nesta região são atribuídas à invasão do vento externo ( geralmente vento frio) e determinam um padrão de ascensão de Yang do figado(23).

Nos últimos anos têm surgido muitos estudos investigando a eficácia da acupuntura na cefaléia. Alguns destes estudos sugerem que a acupuntura poderia ser usada em larga escala como tratamento único (13), outros não mostram superioridade para se usar a acupuntura(14) e outros mostram a acupuntura como alternativa de tratamento(15) , ou seja, como uma arma a ser usada quando na falência de outros tratamentos.

Como o placebo poderia ser usada no tratamento da cefaléia, e com resposta (15), isso ficaria difícil para os estudos com acupuntura.

Para estudos clínicos na acupuntura, o mesmo seria single clind, e imitaria acupuntura com falsa estimulação transcutânea elétrica do nervo, esses são métodos placebos requeridos (16).

Para a metodologia do estudo da acupuntura na cefaléia tipo tensional, a acupuntura com placebo parecido com agulhas são mais apropriados porque daria uma boa credibilidade para o estudo duplo-cego com a acupuntura verdadeira (17), sem o estímulo "errado" da imitação da acupuntura.

Os estudos de Loh e cols(12), mostram que a resposta ao tratamento da migrânea e da cefaléia tipo tensional é melhor quando se faz o agulhamento nos tender points.

Nos estudos de Carlsson e cols (13), os tender points foram reduzidos a alguns músculos após acupuntura, sugerindo que a nocicepção para os músculos pericranianos pode se fazer importante para a patofisiologia da cefaléia Tipo Tensional, conforme já dito anteriormente.

No estudo randomizado controlado com placebo, feito por Karst e cols.(18), sua finalidade foi mostrar se o tratamento com acupuntura nos pontos locais ou distais seria capaz de mudar ou aumentar o escala analógica visual ou outros parâmetros ( impressão clínica global, freqüência de dores, escore da depressão, consumo de analgésicos).

Este estudo se mostra interessante onde Karst e cols. estudaram 69 pacientes com média de idade de 48 anos classificando-os no grupo de cefaléia tipo tensional episódica e crônica segundo os critérios da International Headache Society(11).

Na discussão deste estudo os autores observaram que de 6 semanas a 5 meses de tratamento, não foram animadores os resultados com a acupuntura tanto na impressão clínica global e na VAS, mas justificam que os pacientes com dores crônicas geralmente são acompanhados de depressão no curso da dor, o que dificultaria a real análise do resultado final da terapia com a agulha verdadeira e o placebo, no entanto, a resposta à terapia com acupuntura verdadeira foi significativa no relato da duração das crises de dor.

Os pacientes foram cuidadosamente examinados imediatamente após a seção de acupuntura, 6 semanas e com 5 meses com tratamento.

Os pacientes foram investigados quanto ao consumo diário de analgésicos, intensidade da dor (VAS), local e duração do ataque de dor, freqüência da dor de cabeça( número de dias do mês com dor).

Os pacientes foram requeridos para dar o padrão do VAS e sua impressão para a melhora do CGI ( impressão clínica global), quando seguidos.

O tratamento foi feito com o placebo; utilizando a ponta da agulha romba e "grossa" para causar a sensação de pressão sem a punção na pele( 17) e com a agulha de acupuntura verdadeira ( 0.3 x 0.3 mm) e (0.2 x 0.15 mm).

Após o tratamento, os grupos com placebo e com agulha verdadeira não mostraram diferenças "estatisticamente significativas" em termos de VAS, freqüência da dor, exceto para os níveis de ansiedade, critério que foi estatisticamente significante.

A diminuição da freqüência das dores e o VAS foi significativa nos 2 grupos. A freqüência das dores diminuíram 20% no placebo e 38% no grupo com agulha verdadeira; o consumo de analgésicos diminuiu de 29% para 41% , e com o placebo aumentou 66%, esses números, apesar de bastante distintos não foram estatisticamente significantes(22).

Em um outro estudo, no caso, randomizado multicentrico, no qual participaram 5 centros; vimos que houve uma exacerbação da dor ( 2 casos; um com agulhamento verdadeiro e outro com placebo) e quatro casos de dor local do agulhamento. Nesse estudo chegou-se à conclusão de uma diminuição não estatisticamente significativa da freqüência das dores, mas em contando ambos os grupos ( placebo e agulhamento verdadeiro), a diminuição da freqüência e da intensidade das crises foi significativa.

O grupo com acupuntura verdadeira apresentou significativa diminuição das crises de dor enquanto no curso do tratamento(21).

OBJETIVO:

Revisar a literatura atual (mais recente) no sentido de estimular mais estudos com Acupuntura para tratamento da cefaléia tipo tensional e firmar alguns pontos para esse tratamento, baseado em experiências de autores anteriores (vide referencias bibliográficas) e na Medicina Tradicional Chinesa.

SUGESTÃO DE PONTOS SEGUNDO A LITERATURA PESQUISADA PARA O TRATAMENTO COM ACUPUNTURA NA CEFALÉIA TIPO TENSIONAL CRÔNICA:

PONTOS SUGERIDOS :

GB 20 –Fengchí – Piscina do Vento – Ponto de comunicação com o Yangwei Mai. Localiza-se abaixo da borda occipital, na depressão da inserção dos músculos trapézio e esternocleidomastóideo, na altura de Fengfu ( GV 16). Faz-se o agulhamento deste ponto transversal, oblíquo ou perpendicular, 0.5 a 1.2 Tsuns de profundidade. Evita-se o agulhamento oblíquo profundo devido à medula.

LI 4 – Hégu – Encontro dos vales – Ponto Yuan ( fonte)- Localiza-se no dorso da mão, entre os ossos do primeiro e segundo metacarpos, no ponto médio do lado radial do segundo osso do metacarpo( ou na elevação do musculo interósseo, ao se aduzir o polegar) – Agulhamento perpendicular, 0.5 a 1.0 Tsun de profundidade.

LR 3 - Taichong- Grande caminho- Ponto Shu ( córrego) e ponto Yuan ( fonte), pertence ao elemento Terra- Localiza-se no dorso do pé, na depressão proximal entre o primeiro e segundo ossos do metatarso. Agulhamento perpendicular ou oblíquo, 0.3 a 0.8 tsun de profundidade.

GB14 – Yangbái – Brilho do Yang – Ponto de comunicação com o Yangwei Mai. Localiza-se 1 Tsun acima da sobrancelha, diretamente acima da pupila, faze-se o agulhamento transversal 0.3 a 0.8 Tsun de profundidade.

GB 8 – Shuàigu – Vale do Comando – Ponto de comunicação com o meridiano da bexiga – Localiza-se diretamente acima do ápice da orelha,1.5 tsuns de profundidade acima da linha do cabelo, acima do Jiaosun (TE 20). Agulhamento transversal 0.3 a 0.8 Tsun de profundidade.

GB 21 - Jianjing- Poço do Ombro – Ponto de comunicação com os meridianos do Sanjiao e Yangqei Mai. Localiza-se no ponto médio entre Dazhui ( GV 14) e o acrômio do ombro, diretamente acima na linha do mamilo. Agulhamento perpendicular,0.5 a 0.8 tsun de profundidade, evitando o agulhamento profundo devido ao ápice do pulmão.

BL 2 – Cuanzhu- Bambuzal – Localiza-se na extremidade medial da sobrancelha. Agulhamento perpendicular ou transverso, 0.3 a 0.8 Tsun de profundidade.

BL 10 – Tianzhú- Pilar do céu – Localiza-se na nuca,na depressão da borda lateral do músculo trapézio, 1.3 tsuns lateral a linha média posterior, 0.5 Tsun acima da linha posterior do cabelo. Agulhamento perpendicular ou oblíquo, 0.3 a 0.5 tsun de profundidade.

BL 60 – Kunlún – Montanhas Kunlún- Ponto Jing , pertence ao elemento fogo. Localiza-se na depressão entre o tendão do calcâneo e o ponto mais alto do maléolo lateral do tornozelo- Agulhamento perpendicular, 0.5 a 1.0 Tsun de profundidade.

LU 7 – Liéque - Fora do alinhamento – Ponto Luo , de comunicação com o Ren Mai- Localiza-se na fissura do processo estilóide do rádio, 1.5 Tsuns proximal à prega do punho. Agulhamento oblíquo, 0.5 a 1.0 Tsun de profundidade.

TE 5 – Wàiguan – Ponto Externo – Ponto Luo de comunicação com o Yangwei Mai - Localiza-se na face dorsal do antebraço, na linha que liga o Tángchi (TE 4) à ponta do olecrano, 2 tsuns proximal à prega do punho, entre os ossos radio e ulna. Agulhamento perpendicular , 0.5 a 1.0 Tsun de profundidade.

ST 8 - Toúwéi- Suporte da Cabeça – Ponto de comunicação com os meridianos da Vesícula Biliar e Yangwei – Localiza-se na entrada do cabelo, 0.5 Tsun acima da linha anterior do cabelo, 4.5 Tsuns lateral à linha média central. Agulhamento antero-posterior, 0.5 a 1.0 tsun de profundidade.

ST 36 - Zúsanli – Tres milhas a pé – Ponto Ho ( mar), pertencente ao elemento Terra. Localiza-se na face antero-lateral da perna, 3 tsuns abaixo de Dúbi ( ST 35) e a largura do dedo médio lateral à borda anterior da tíbia, com o joelho fletido, perpendicular ao plano de fundo. Agulhamento perpendicular ou oblíquo 0. a 2.0 tsun de profundidade.

ST 44 - Néiting - Vestibulo Interno – Ponto Ying (nascente) – Localiza-se no dorso do pé, na articulação metatarso –falangeana entre o segundo e terceiro dedos, na transição da pele clara para a escura, próxima a margem da planta do pé. Agulhamento perpendicular ou oblíquo, 0.3 a 0.8 tsun de profundidade.

GV 20 – Baihuí - Encontro dos Cem - Ponto de comunicação com todos os meridianos Yang e do Fígado – Localiza-se na linha média, 5 tsuns acima da linha anterior do cabelo, no ponto médio da linha que une o ápice das orelhas ( 7 tsuns acima da linha posterior do cabelo). Agulhamento transversal, 0.3 a 0.8 tsun de profundidade.

Como já foi provado em estudos laboratoriais que o nível de endorfinas liquóricas são alterados para mais após seções de Acupuntura e de acordo com os trabalhos evidenciados de que os indivíduos com CTT possui um nível menor de serotonina e endorfinas liquóricas (10,11), realmente, embora não estatisticamente significativo, a acupuntura melhoraria a intensidade das crises durante o tratamento e a ansiedade sobretudo como sintoma associado (21), e quem sabe como sintoma da gênese da CTT, já que ainda existem controvérsias a respeito.

Muitos pontos citados nos trabalhos publicados são coincidentes com os trigger points (21,22), demonstrando indiretamente, que o quadro tensional muscular poderia contribuir também para a gênese da cefaléia tipo tensional. Esse estudo e essas perguntas seriam respondidas e resolvidas no decorrer de mais trabalhos usando a acupuntura para o tratamento da CTT.

Temos que encarar a Acupuntura como um real tratamento alternativo, senão principal, para a Cefaléia Tipo Tensional.



Comente:

Nenhum comentário

Comente com educação