Shiatsu: troca de energia e relaxamento





A pergunta é... Quem resiste a uma boa massagem? A resposta, salvo engano, é absolutamente ninguém. O "absolutamente" fica por conta de uma grande e esmagadora parcela da população que enfrente diariamente uma rotina estressante e que começar ou terminar o dia relaxando, de preferência nas mãos de alguém que saiba exatamente como usá-las. Isso porque, não basta querer fazer ou receber a massagem, tem que saber direitinho o que se está fazendo, afinal, existem vários tipos de técnicas, entre as quais, algumas podem ser feitas em casa, claro, com o devido cuidado. Entre estas, está o Shiatsu -, terapia japonesa moderna, onde partes como dedos, cotovelos, palma das mãos e pés recebem uma "pressão".

Esta "pressão" serve para equilibrar os canais de energia bloqueados, promovendo assim relaxamento, alívio de dores (na coluna lombar, dorsal, enxaquecas...), além de melhorar a saúde do corpo todo -, lembrando que em casos de dores graves no corpo, a massagem é apenas um paliativo e, caso persistam os sintomas, é importante procurar um médico.

O Shiatsu também atua combatendo o estresse e ajuda pacientes com problemas respiratórios. "É contraindicado para gestantes, pacientes com câncer ou com alguma lesão grave na pele", ressalta Renata Oliveira. ''A técnica pode ser feita com o indivíduo deitado ou sentado, é imprescindível que a pessoa que esteja sendo massageada mantenha os olhos fechados e se desligue do mundo ao seu redor, isso ajuda no resultado final da massagem'', ensina a técnica em estética.  Ela complementa dizendo que é necessário um ambiente tranquilo e silencioso (um quarto, de preferência), ressalta que a trilha sonora também é importante. Uma sessão de Shiatsu dura aproximadamente uma hora, com pressões de um a 10 segundos no local, lembrando que nenhuma terapia deve ser feita constantemente, o recomendado é fazer em dias alternados.




Comente:

Nenhum comentário

Comente com educação