O estresse constante pode fazer adoecer?






O estresse crônico e as doenças estão interligados. É de conhecimento geral que o estresse psicológico aumenta o risco de doenças do coração, gripe e resfriado, e até mesmo de alergias.

Mas como uma coisa leva à outra? Uma nova pesquisa sugere que o hormônio cortisol desempenha um papel fundamental. Liberado em quantidades maiores em momentos de estresse, esse hormônio fornece ao corpo uma invasão súbita de energia. Ele também ajuda a suprimir a resposta imunológica do organismo a infecções como a gripe, mantendo reações a inflamações como a tosse, os espirros e a febre sob controle.

Porém, quando os níveis de cortisol permanecem elevados, o corpo pode se tornar menos sensível a eles, da mesma forma que níveis elevados de insulina podem levar a resistência à insulina e consequentemente ao diabetes.

Cientistas da Universidade Carnegie Mellon decidiram testar essa ideia. Numa experiência, 276 adultos saudáveis foram expostos a vírus de resfriados. Em seguida, foram colocados em quarentena e monitorados durante cinco dias.

Os indivíduos que tinham passado por experiências estressantes recentemente estiveram mais propensos a mostrar resistência ao cortisol. Eles também ficaram mais propensos a desenvolver resfriados, de acordo com um estudo publicado no periódico Atas da Academia Nacional de Ciência.

Numa segunda fase da pesquisa, os pesquisadores descobriram que os participantes mais resistentes ao cortisol também produziram mais citocinas, componentes do sistema imunológico que promovem a inflamação e aumentam a gravidade dos sintomas.

"Como a inflamação desempenha um papel importante no aparecimento e na progressão de uma ampla gama de doenças", diz o estudo, esse processo "pode ter grandes implicações para a compreensão do papel do estresse".

Conclusão: o estresse crônico pode aumentar o risco de doenças por estimular a resistência ao cortisol.

* Por Anahad O'Connor

Comente:

Nenhum comentário

Comente com educação