A Acupuntura atuando na Odontofobia





A acupuntura é um método terapêutico milenar utilizado pelos chineses há mais de 3.000 anos, e que tem como objetivo harmonizar a energia que corre nos meridianos por meio da inserção de agulhas em pontos específicos do corpo. Na visão Ocidental, comprovada por inúmeras pesquisas científicas, principalmente na área de Neurofisiologia, esta é uma das várias técnicas dentro da Medicina Tradicional Chinesa, que promove a liberação de substâncias endógenas, neurotransmissores, que favorecem a restauração e a manutenção da saúde.

A grande maioria dos pacientes necessita de cuidados especiais, uma vez que, dificilmente as pessoas gostam de ir ao dentista e ficam tranquilas ou confortáveis durante o tratamento odontológico. Uma das indicações para o tratamento prévio com acupuntura é o controle da ansiedade e do medo frente ao tratamento odontológico.

Existem ainda várias indicações, como casos de bruxismo ou ranger e apertamento dos dentes; disfunções da articulação têmporomandibular; analgesia; odontalgia; paralisia facial; nevralgia do trigêmeo; dores miofaciais diversas; no controle do reflexo de regurgitação e náuseas; lesões bucais, como aftas, herpes, entre outras. Além disso, a acupuntura está indicada no tratamento de pacientes com necessidades especiais durante o atendimento, como gestantes, hipertensos, cardiopatas, diabéticos, fóbicos, alérgicos ao anestésico local químico e os idosos. A aplicação das agulhas de acupuntura é realizada 20 minutos antes de o tratamento odontológico ser iniciado, no mesmo ambiente clínico. Durante este período, o paciente começa a se sentir relaxado e tranquilo e, muitas vezes, adormece, em função da liberação de mediadores químicos que ocorre após a inserção das agulhas.

As fobias, geralmente, são desencadeadas na infância. Hoje, as crianças são atendidas por Odontopediatras, profissionais treinados para atender estes pacientes de maneira carinhosa e sem traumas.

A odontofobia, aos poucos, vai tendo índices cada vez menores, sendo que somente de 4% a 8% da população apresentam a verdadeira fobia pelo tratamento odontológico.

O receio ou medo racional, ou não exagerado, relacionado ao tratamento odontológico parece ser cultural na nossa população, em função de abordagens inadequadas e, muitas vezes, caricatas, dos procedimentos clínicos odontológicos. A Medicina Tradicional Chinesa pode auxiliar de diversas formas nestes casos, pois o medo está relacionado com o meridiano dos rins, assim como, o do coração está relacionado com a alegria ou euforia; o baço-pâncreas com a preocupação ou pensamento obsessivo; o pulmão com a tristeza ou melancolia; e o meridiano do fígado com a raiva.

Assim como um desequilíbrio na energia destes meridianos pode influenciar nas nossas emoções, as emoções exacerbadas também podem afetar a energia nestes meridianos.

Uma das formas de tratamento seria tonificar a energia dos rins, sendo que, se o paciente tiver fobia de agulhas, podemos lançar mão do tratamento com laser de baixa potência nos acupontos selecionados em todo o corpo. Outro tipo de tratamento muito utilizado nestes casos, podendo ser encontrados vários trabalhos publicados na literatura, é a auriculoterapia, na qual o acupunturista faz o tratamento com agulhas no pavilhão auricular, que é considerado um microssistema, ou seja, uma parte do corpo que representa o todo.
É importante ressaltar que, muitas vezes, um tratamento multidisciplinar é necessário e um psicólogo ou psiquiatra são de fundamental importância e essenciais nestes casos, sendo o tratamento com técnicas complementares um recurso a mais para auxiliar estes pacientes

Comente:

Nenhum comentário

Comente com educação