40 dicas para relaxamento






1 – Pratique exercícios para diminuir a tensão – Exercícios como o ioga reduzem a ansiedade. Caminhar, correr, nadar, fazer alongamentos após um dia de trabalho irão ajudá-lo a descarregar a tensão acumulada.

2 – Utilize a técnica do relaxamento progressivo – este é um tipo de exercício que permite eliminar a tensão através do relaxamento progressivo dos músculos. Comece por relaxar os seus músculos a partir dos seus dedos dos pés, seguindo progressivamente até chegar ao pescoço e cabeça, passando por todas as partes do corpo. Concentre-se 5 segundos num músculo, contraia-o, ao mesmo tempo que inspira, e depois relaxe-os cerca de 30 segundos, enquanto expira.

3 – Peça para que lhe façam uma massagem – Vá a um Spa ou peça ao(à) seu(sua) companheiro(a) para que lhe faça uma massagem de relaxamento, pois esta alivia dores e tensões.

4 – Pratique meditação – Vá para um local onde se sinta confortável e onde não seja interrompido(a). Existem várias técnicas de meditação, mas vou indicar só uma:

Sente-se confortavelmente de costas direitas, feche os olhos e inspire e expire dez vezes, profunda e lentamente. Depois disto, mantendo a respiração lenta, imagine que sente um calor agradável nos seus pés. Imagine que esse calor vai subindo lentamente pelo seu corpo (à semelhança da dica 2), até chegar ao cérebro. Mantenha essa sensação durante algum tempo.

De seguida imagine que se encontra num lugar bonito que lhe dá tranquilidade (por exemplo uma floresta frondosa, uma praia deserta, a ver um pôr-do-sol, etc.). Deixe-se apoderar por sentimentos de calor, calma e paz. (Não se preocupe se se distrair, é normal acontecer. Nessa altura tente concentrar-se novamente no que estava a fazer).

Quando se sentir totalmente relaxado(a), abra lentamente os olhos e tente manter esse estado de calma.

5 – Respire profundamente pelo diafragma – Este exercício ajuda-o a controlar as tensões nervosas e a trazer calma ao seu corpo, diminuindo o ritmo cardíaco e aliviando a ansiedade.

Procure inspirar profundamente pelo nariz, até encher o peito de ar, expandindo o diafragma. Depois expire todo o ar pela boca, lentamente, descontraindo o abdómen.

6 – Recorra à visualização – Sente-se ou deite-se num lugar sossegado, feche os olhos e imagine-se num ambiente calmo e prazeroso: numa praia deserta, numa floresta frondosa, junto a um lago rodeado de vegetação luxuriante, etc. Agora comece a imaginar todas as sensações que sentiria se estivesse nesse local. Por exemplo, se imaginar que está numa praia, imagine o azul do céu, observe o pôr-do-sol no oceano, veja a água a brilhar, sinta o cheiro do mar, ouça o barulho das ondas, sinta o calor agradável da areia e uma brisa suave sobre a sua pele. Verá que se sentirá mais calmo(a).

7 – Tome um banho relaxante - Um banho morno poderá ajudá-lo(a) a descontrair. Aproveite para criar um ambiente relaxante acendendo umas velas, juntando umas gotinhas de óleo tranquilizante ou sais minerais e colocando uma música calma.

8 - Aprenda a dormir bem – Um sono reparador ajudá-lo-á a recuperar da actividade física e a processar a informação que recebeu ao longo do dia, curando a ansiedade de forma natural. Conheça as minhas dicas para um sono reparador neste post.

9 – Faça uma alimentação que reduza a ansiedade - Diversas pesquisas demonstram que certos alimentos reduzem os sintomas de agressividade e ansiedade, aumentando ainda a imunidade contra as doenças. Conheça 7 dicas para uma alimentação promotora da felicidade e redutora da ansiedade, neste post.


10 - Saia para dançar – Dançar à vontade, para além de lhe permitir o convívio descontraído com outras pessoas, dá-lhe alegria e alivia-lhe a tensão física e mental.

11 - Ande descalço sobre a relva – Se tiver um jardim (ou conhecer algum) procure andar descalço sobre a relva. Especialmente após um dia de trabalho, é super-relaxante.

12 – Traga a natureza para a sua casa – As plantas em casa aumentam a beleza e a tranquilidade. Se tiver um jardim aproveite para o tornar num refúgio perfeito onde possa relaxar diariamente.

13 - Pratique actividades culturais – Tal como referi neste post, actividades como tocar instrumentos musicais, pintar quadros ou ir regularmente a galerias de arte, museus e teatros podem aumentar a felicidade e diminuir a ansiedade e depressão.

14 - Apanhe luz natural – A luz natural tem efeitos benéficos na saúde, energia e humor, enquanto que a sua ausência pode originar letargia e depressão. Já a luz artificial pode causar dores de cabeça, falta de energia e tensão ocular.

Por isso é fundamental não só fazer com que a sua casa tenha muita luz natural, mas também apanhá-la no exterior (através de uma caminhada ou simplesmente ficando sentado(a) num banco de jardim).

15 – Ande mais devagar – Isto passa por sair 10 minutos mais cedo de casa, conduzir dentro dos limites de velocidade, comer mais lentamente, falar devagar e andar com mais calma. O facto de não andar a correr de um lado para o outro ajudá-lo(a)-á a sentir-se menos tenso(a).

16 - Ouça música calma – A música mais adequada para relaxar deve ser calma. Escolha algo que lhe agrade e o(a) transporte mentalmente para um sítio relaxante.

Hoje em dia existem uma série de CD's no mercado vocacionados para o relaxamento ao som das ondas do mar, da chuva, de cascatas de água, de pássaros a cantar…

No meu caso, ouço música enquanto vejo fotos relaxantes no computador. Garanto que acalma imenso.

17 – Transforme a sua casa num lugar acolhedor e relaxante – Já falei deste tema num outro post, com algumas dicas para que a sua casa que contribua para a sua felicidade. Consulte-o aqui.

18 - Arranje um animal de estimação – Pesquisas médicas indicam que ter um animal de estimação pode ser terapêutico, acalmando distúrbios nervosos e aliviando a solidão.

19 – Ria-se – Rir é uma das melhores formas de descontrair e reduzir o stress. Pode fazê-lo através de encontros com amigos, vendo programas cómicos de TV, assistindo a stand-up comedy ou até lendo piadas na internet.

20 – Sorria mais vezes – Mesmo que não tenha vontade de o fazer, de acordo com o médico Dr. Bernie Siegel, se sorrir ou rir mesmo sem vontade, o seu corpo reagirá produzindo menos cortisol, uma hormona do stress.

21 – Faça refeições especiais – Desfrute de uma refeição que lhe agrade, num local bonito e preferencialmente cozinhada por outra pessoa. Se puder, aproveite para comer fora, para não ter de se preocupar com qualquer afazer doméstico.

22 - Esteja algum tempo sem fazer nada – Pare um pouco, deite-se e relaxe. Não se sinta culpado(a), nem esteja a pensar nas muitas tarefas que tem para fazer. Nem que sejam só 5 minutos por dia, já ajuda a descontrair e tão pouco tempo não o(a) vai atrasar assim tanto.

23 – Cuide de si próprio(a) – Mime-se com produtos de beleza, compre uma roupa nova, mude de penteado. Estes mimos ajudá-lo(a)-ão a sentir-se melhor consigo mesmo(a) e a aumentar a sua auto-estima.

24 - Faça uma pausa na sua vida stressante - Isto pode incluir passeios ao fim-de-semana (para fora do seu ambiente), uma saída romântica a dois, tirar um ou outro dia fora do trabalho. Estes momentos ajudá-lo(a)-ão a descansar e a recuperar energia.

25 - Faça intervalos – Após cada 55 minutos de trabalho, faça um intervalo de 5 minutos (aí está uma coisa que eu nunca faço). À hora de almoço saia um pouco para o exterior.

Está provado que fazer intervalos durante o trabalho, para além de reduzir a tensão, aumenta a produtividade.

26 - Goze verdadeiramente as férias - De acordo com um estudo austríaco, bastam 2 semanas de férias em que a pessoa consiga repousar verdadeiramente, para melhorar a saúde e o humor, dormir melhor, bem como reduzir os níveis de stress (até um máximo de 5 semanas).

No entanto, por vezes as próprias férias podem ser um factor gerador de stress, quer pelos conflitos entre as pessoas, quer pelas faltas de planeamento ou pelo dinheiro gasto, etc. Para evitar isso, consulte o post com dicas para gozar ao máximo as suas férias.

27 – Passeie por locais relaxantes – Os aromas, as paisagens e os sons da Natureza acalmam a mente, revigorando o corpo e o espírito. Se não puder ir a um bosque ou floresta, vá a um parque da cidade.

28 - Faça um retiro – Existem locais dentro e fora do país, onde são organizados retiros. Independentemente do tipo de retiro, o objectivo destes passa por afastar a pessoa da correria do dia-a-dia, e levá-la a participar em actividades onde se aprende a relaxar, a desenvolver estados mentais positivos e paz de espírito. Para além de tratar da mente, também se procura cuidar do corpo através de uma alimentação cuidada, e, por vezes, proporcionando massagens relaxantes, fazendo caminhadas pela Natureza, etc.

Normalmente, após o retiro a pessoa começa a valorizar a beleza que há em si, e no mundo que a rodeia. Desenvolve uma perspectiva mais positiva da vida.

29 – Vá a umas termas – Inseridas em locais lindíssimos, as termas poderão proporcionar-lhe o relaxamento que precisa tanto a nível físico como psicológico. Poderá beneficiar não só das águas termais, mas reeducar os seus hábitos alimentares, praticar exercício e receber massagens relaxantes.

30 – Tenha um hobby Dedique parte do seu tempo a um hobby que lhe dê prazer, como fazer uma colecção, pintar, praticar jardinagem, bordar, tirar fotografias, escrever um blog (gosto especialmente deste!), etc.

Os passatempos tendem a minorar sintomas de depressão, bem como promover a felicidade (esta está associada ao número de horas que dedicamos a uma actividade que nos faça sentir bem), aumentar a autoconfiança e fomentar a ligação a outras pessoas com os mesmos interesses.

31 – Leia – Este é um modo rápido de afastar o seu pensamento das preocupações do dia-a-dia. Procure ler num local silencioso, de modo a poder relaxar.

32 – Evoque as suas lembranças felizes – Uma forma de trazer felicidade ao seu quotidiano, é recordar-se de momentos felizes já passados. Divirta-se a procurar entre os seus objectos pessoais estas recordações. Para o ajudar, dê uma espreitadela neste post, com sugestões para experienciar da forma mais vívida possível os seus momentos felizes.

33 - Comece a utilizar listas - Faça listas de modo a gerir melhor o seu tempo, a não se esquecer de nenhuma tarefa/data importante e a reduzir os seus níveis de ansiedade.

Seja realista, não exagere no número de tarefas que pretende cumprir (o não cumprimento pode levar ao desânimo). Defina prioridades e vá riscando tarefas à medida que as concretiza (esta é a melhor parte).

34 – Planeie antecipadamente – Planear as suas actividades antecipadamente pode prevenir muito stress e dissabores. O planeamento pode ir desde as suas férias, às compras de Natal, como ao que vai vestir no dia seguinte.

35 - Seja bom para os outros – Os actos de bondade fá-lo(a)-ão sentir-se melhor e mais próximo dos outros. Pode elogiar o trabalho de um colega, visitar um familiar doente, participar em acções de solidariedade, etc… Encontra estas e outras sugestões neste post.

36 – Desabafe com alguém de confiança – Fale dos seus problemas com alguém de confiança e peça-lhes sugestões para os enfrentar. É importante que escolha alguém com capacidade de escuta e que seja positivo (uma pessoa pessimista só o vai colocar mais para baixo). Depois de desabafar, os seus problemas deixarão de parecer tão angustiantes.

37 - Peça ajuda na realização das tarefas do dia-a-dia – Não tenha receio de pedir ajuda, se tiver sobrecarregado de tarefas. Delegue tarefas num colega de trabalho, peça ajuda ao(à) seu(sua) companheiro(a) e filhos, contrate uma empregada que colabore nas tarefas domésticas…

E aprenda a dizer não quando necessário, pois aceitar demasiadas tarefas poderá comprometer a sua saúde e levá-lo(a) a um esgotamento.

38 – Consulte o médico, se necessário – Se o seu estado de ansiedade e stress se prolongar durante semanas, não hesite em consultar o médico. Evite auto-medicar-se ou recorrer a vícios como o álcool ou o tabaco, pois estes ainda podem agravar a situação.

39 - Registe os seus sucessos e releia-os – Crie um diário onde registe os seus sucessos. Quando estiver em baixo, ou simplesmente, quando quiser ficar mais optimista, releia-o. Os sucessos passados poderão ajudá-lo(a) a enfrentar o presente, de uma perspectiva mais optimista.

40 – Deixe de se sentir culpado – Mentalize-se que você não é perfeito, erra como qualquer pessoa. Perdoe-se por isso.

Não se recrimine por zelar pelo seu próprio bem-estar. Não pode estar sempre a dedicar-se à felicidade alheia. Mas para lhe tirar um peso da consciência, saiba que as pessoas que procuram ser felizes têm uma maior propensão para ajudar os outros.

E lembre-se que é impossível agradar a todos. Nem Jesus conseguiu. O mais importante é que tenha a sua consciência tranquila.


Comente:

Nenhum comentário

Comente com educação