Identifique os sintomas do estresse




Perder o controle emocional pode elevar o risco de doenças cardíacas ou mesmo gerar estresse, depressão ou abuso de álcool ou outras drogas. Há muitas situações que provocam estresse como: medo de voar, atrasos, trânsito, pressões no trabalho, problemas familiares, etc...


O estresse agudo é o mais comum e surge por causa das exigências e pressões do passado recente e das pressões antecipadas do futuro próximo. Este tipo de estresse é excitante em pequenas doses, porém uma quantidade excessiva gera alterações psicológicas expressadas com a ira, irritabilidade, ansiedade, depressão, dores de cabeça, pressão sanguínea elevada e outros sintomas. Quando o estresse agudo nos afeta de maneira regular, seu impacto pode ser pior: dores de cabeça persistentes, hipertensão, dores no peito e doenças do coração.

A tensão nervosa pode mostrar-se com sinais como s como: mão suadas, batidas aceleradas do coração, sufocos de calor ou frio, falta de concentração, agitação enjoo e mal estar-estar estomacal. Isto com frequência leva à insônia. O estresse é considerado, para a maioria dos especialistas como a primeira causas que provocam dificuldades no sono a curto prazo. Normalmente, o problema do sono desaparece quando a situação de estresse acaba, ainda que se não for tratado corretamente pode persistir depois que a situação que provoca a angustia já tiver desaparecido.

Existem produtos calmantes e relaxantes nas farmácias, assim como propriedades indutoras de sono. Mas esse não é o melhor caminho, principalmente sem consultar um médico. Reduzir o nervosismo e a inquietude durante o dia pode ser o primeiro passo para melhorar as habilidades para relaxarmos e ter uma noite de sono melhor.

Comente:

Nenhum comentário

Comente com educação